sábado, 23 de abril de 2011

Ingolstadt, 23 de abril de 1516. Um marco na história.

No dia 23 de abril de 1516, em Ingolstadt, o duque da Bavária Wilhelm IV assinava uma das mais importantes leis da história da indústria alimentícia a Reinheitsgebot, ou em bom português a Lei de Pureza da Alemanha. Ficou definido que a cerveja só poderia ser feita com água, malte e lúpulo, séculos mais tarde o fermento foi adicionado a lei.

Vale lembrar que antes desta data, já existiam várias outras leis locais com o mesmo propósito, ao ser decretada ela valia apenas para a Bavária, de lá pra cá muita água, ou melhor, cerveja, passou por debaixo desta ponte, houveram algumas alterações, ela foi expandida pra Alemanha toda, mas a base dela foi mantida, toda cerveja que você beber em território alemão deve conter apenas 4 ingredientes: água, malte, lúpulo e fermento.

Ao longo dos anos o cervejeiro alemão teve que mostrar toda sua habilidade técnica e criatividade para fazer cervejas apenas com estes ingredientes pré-determinado, criando cervejas complexas e sendo a escola cervejeira com maior quantidade de estilos no mundo.

Vale ressaltar que não é porque a cervejaria segue a Lei de Pureza que isso significa que sua cerveja é boa, a lei apenas define os 4 ingredientes, pra cerveja ser boa necessita-se muito mais do que isso, atualmente algumas cervejarias usam a palavra Reinheitsgebot apenas como marketing, nem sabem o significado dela, porém, é fundamental se você faz cervejas do estilo alemão, você tem que seguir a lei, se não sua cerveja estará fora do estilo, mas se você segue outra escola cervejeira não é necessário segui-la. Então pode usar qualquer ingrediente pra cerveja que não é do estilo alemão, correto? Não.

Vejamos outras escolas, pra fazer uma Blond Ale ou uma Tripel, você pode usar qualquer ingrediente ou eles estão pré-determinados? Estão pré-determinados também, quase a totalidade delas são fabricadas com malte claro, 10% de açúcar claro, fermento belga que confere aroma de especiarias, lúpulos variados, no caso da tripel, a minoria leva alguma especiaria extra, semente de coentro, por exemplo. Mas se você quiser usar pitanga nestas cervejas, ela estará fora do estilo, é assim também com as inglesas, normalmente usam os mesmos 4 ingredientes das alemãs, mas algumas usam até 15% de açúcar, posso fazer uma Pale Ale adicionando cardamomo? Fazer até pode, mas ela estará fora do estilo.

São assim, as cervejas na Alemanha, Bélgica ou Inglaterra são feitas da maneira tradicional de cada país, já fazem muitos séculos.

O que não podemos é ter pré-conceitos ou desrespeitar a tradição secular das grandes escolas cervejeiras, o que eles fazem é história, cultura cervejeira, muitos deles não sabem o que é estilo de cerveja, fazem a cerveja que vem sendo passada de pai para filho, mas por incrível que pareça, ela esta totalmente inserida dentro do estilo.

Cervejas excelente encontramos em qualquer país do mundo, claro que em pequenas quantidades, pois a imensa maioria são cervejas ordinárias, porque fazer cerveja é fácil, mas fazer cerveja excelente é muito difícil.

Então comemore o aniversário da Lei de Pureza tomando cerveja excelente, independentemente se ela for da escola alemã, belga ou inglesa. Prost!!!!

Abaixo segue o programa De Bamberg a Votorantim sobre esta importante data:

8 comentários:

Monich disse...

Excelente post de esclarecimento público. Parabéns e excelentes cervejas.

Alexandre Bamberg disse...

Monich, obrigado. Abraço.

Leandro disse...

Pois é. Enquanto isso, a nossa legislação permite uma porcentagem altíssima de "cereais não-maltados" e outros componentes, o que resulta nessas "maravilhas" que temos por aqui.

Mas como foi citado, ainda estamos engatinhando, enquanto nosso país ainda não tinha nem alcançado a maioridade eles já tinham lei para a produção de cerveja !

Parabéns a Bamberg pela grande contribuição ao movimento que está ganhando força por aqui!

Abraço

Alexandre Bamberg disse...

Leandro,

É isso mesmo, vc tem razão.
Valeu, Abraço.

ed disse...

Ola Alexandre. Sou fan de carteirinha da bamberg. Tenho uma importadora de vinhos e um emporio em SP. Compro bamberg ate que bem para um comeco de trabalho e ate hoje nao vejo meu nome em ''onde achar'' em SP. Tem como?

Parabens pelos premios e a luta contra os grandes grupos e os que so aumentam impostos injustamente.

Alexandre Bamberg disse...

Ed,

Se for possivel passa por email seus dados pra poder colocar no site, será um prazer pra nós.

Abraço e obrigado.

Jack Montilla disse...

Será que tem como disponibilizarem esses programas pra download??

Alexandre Bamberg disse...

Jack,

Tem sim, passa seu email que envio pra vc.

Abraço.